terça-feira, junho 15, 2004

O fabrico do...

QUEIJO DE AZEITÃO é uma das actividades tradicionais mais características da zona do Parque Natural da Arrábida. Derivado do afamado Queijo da Serra – da Estrela – começou a ser aqui produzido no início do século XIX por iniciativa de Gaspar Henriques de Paiva, natural da Beira Baixa. Foi um queijeiro de Castelo Branco que ensinou aos pastores da região os segredos do seu fabrico, que transmitido de geração em geração deu origem ao famoso – e saboroso – queijo de ovelha de Azeitão.
Serão vários os factores que influenciam as características deste queijo – o clima da Serra da Arrábida, a flora das suas pastagens e uma flor de cardo existente em todo o sul do nosso país, utilizada na coagulação da caseína.
Esta delícia da nossa gastronomia ainda é produzida artesanalmente nos seguintes locais – Quinta do Calhariz, Quinta de Camarate e Quinta Velha (Castanhos).

3 comentários:

  1. Olá:

    Até que enfim que encontro neste oceano virtual outro náufrago deste burgo chamado OEIRAS...
    Gostei do blog. Sobretudo do post sobre a arte, ou os 'críticos' dela...
    Também adorei a referência a Sto. António, ou não fossemos homónimos e naturais da mesma cidade.
    Pena o gesso, mas 'não há mal que sempre dure, nem bem que não se acabe', diz o povo, que nestas coisas da saúde é cheio de sabedura.

    Abraço,

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar