sexta-feira, dezembro 08, 2006

LUIS PINTO-COELHO

FANTASMAGORIA, 1998
Óleo sobre tela
130 x 162 cm

A minha pintura pertence inequivocamente ao mundo figurativo e não recordo ter sido tentado nunca pela abstração.

O tema pictórico é um pretexto para materializar visualmente as emoções e o mundo interior do autor e eu entendo que a pintura não deve abordar uma abstracção que é própria da música, nem abordar a forma descritiva da literatura. Como pintor procuro uma linguagem que deixe fluir subtilmente as minhas emoções e que me ajude a descobri-las eu próprio, à medida que vou desenvolvendo a minha obra.

Dentro das infinitas opções que oferece o mundo visual e conceptual, optei pela fantasia e pela imaginação. rejeitei os temas anódinos e o relato da vida quotidiana a favor de perspectivas originais e surpreendentes dos objectos, da natureza e das pessoas.

Uma das maiores preocupações que tenho é pintar com um grande poder de síntese e dizer o que tenho para dizer com sobriedade e economia de meios. Quero prescindir de tudo aquilo que é acessório para conservar apenas o essencial, mas isso não significa que me queira despojar da riqueza visual. No meu entender, o erro mais frequente que cometem os artistas contemporâneos é confundir o minimalismo e a sobriedade com a pobreza. Não é assim. A riqueza e complexidade de uma composição pictórica, a imaginação, originalidade e variedade temática, o virtuosismo na realização do desenho, na aplocação da côr e na execução da pintura, todos esses recursos postos ao serviço do conceito que defini anteriormente, constituem uma mais valia importante.

Foi por este último género temático que me decantei, consciente que é o menos "progressista" e de que é, obviamente, aquele que acarreta maiores dificuldades.

LUIS PINTO-COELHO - PINTURA

Foto: arquivo do artista.


13 comentários:

  1. Passei para apreciar e desejar bom fim-de-semana, e depois de ver este agradável blogue cheio de qualidade e interesse, vou daqui saciado. Até breve.

    ResponderEliminar
  2. ...pois tb prefiro o teu estilo...sinón, só Dali o Mestre!
    ;-)

    Beijinho
    Abraços aos 4 patas ;-)

    ResponderEliminar
  3. e assim se vão preservando memórias ,mesmo as de um passado presente

    se bem que já ausente

    ( fisicamente )

    de nós


    um beijinho ,Miladi!
    ( amanhã escrevo.lhe ,calmamente )

    ResponderEliminar
  4. é estranha, a tela,

    a sensação que me causou

    apenas :)

    boa noite

    ResponderEliminar
  5. Hum...quase que subscrevo a Teresa. Bom dia, bjinho.

    ResponderEliminar
  6. Gostei da pintura. Beijinho e um bom fim de semana Isabel.

    ResponderEliminar
  7. Este quadro faz-me lembrar uma crítica á "la Fiesta". Talvez uma sátira...

    Continuação de bom fim de semana.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  8. Retrato de família com jingles e volto quando puder. Boa tarde e um bjinho.

    ResponderEliminar
  9. fantástica alegoria de nós.



    __________________

    beijo Princ....

    ResponderEliminar
  10. Sem heresias... este figurativo parece-me bastante mais 'abstracto' que muitos abstractos...


    (admiradora incondicional do trabalho de Luis Pinto-Coelho)

    ResponderEliminar
  11. Também aprecio o trabalho do Luís Pinto-Coelho.
    Este quadro é soberbo. Aliás gosto mais deste lado do que do outro, mais institucional, clean e figurado. Mas qualquer pintura dele é muito boa, técnica e emocionalmente.

    Muito Boa lembrança.
    beijinho

    ResponderEliminar
  12. Olá sonia q;

    Refere-se ao LPC retratista? Acho que esse trabalho do retrato era o que ele apelidava de 'pintura prostituída'.

    Como eu o entendo. Os artistas tb têm contas para pagar! :)))

    beijinho e 'Jingle Bells'. :)

    ResponderEliminar
  13. boa tarde. vou copiar esta tela para usar no meu blog. tenho um enorme fascínio por este autor. já agora um beijinho e bom natal ;)

    ResponderEliminar