terça-feira, dezembro 26, 2006

Um presente de Natal!



O presente livro é dedicado exclusivamente às mulheres artistas. profusamente ilustrado e enriquecido com comentários lúcidos e informativos. Mulheres Artistas constitui um vasto levantamento das várias formas tomadas pelo trabalho artístico das mulheres no século XX - e fá-lo sem cair em polémicas ou modelos estereotipados.

Mulheres Artistas é a primeira publicação a oferecer uma introdução à vida e à obra de mulheres artistas que tiveram um impacto duradoro na arte do século XX e influenciam hoje a arte (quer feita por mulheres quer por homens) do século XXI. - Uta Grosenick.


quinta-feira, dezembro 21, 2006



SANTO NATAL
um abraço ao MUNDO inteiro!

Vamos de férias. Voltamos para a semana.
Se Deus quiser!

segunda-feira, dezembro 18, 2006

quinta-feira, dezembro 14, 2006

BOAS FESTAS


SANTO NATAL E FELIZ ANO NOVO



segunda-feira, dezembro 11, 2006

O CAMINHO FAZ-SE CAMINHANDO

SILVESTRE RAPOSO

Pintei o fruto proibido…

Pinturas de várias épocas, da autoria de Silvestre Raposo.

sábado, dezembro 09, 2006

Ajude a Ajudar

AJUDA DE BERÇO

UM CLIQUE POR DIA FAZ TODA A DIFERENÇA

ajude a dar um colo a uma criança

sexta-feira, dezembro 08, 2006

LUIS PINTO-COELHO

FANTASMAGORIA, 1998
Óleo sobre tela
130 x 162 cm

A minha pintura pertence inequivocamente ao mundo figurativo e não recordo ter sido tentado nunca pela abstração.

O tema pictórico é um pretexto para materializar visualmente as emoções e o mundo interior do autor e eu entendo que a pintura não deve abordar uma abstracção que é própria da música, nem abordar a forma descritiva da literatura. Como pintor procuro uma linguagem que deixe fluir subtilmente as minhas emoções e que me ajude a descobri-las eu próprio, à medida que vou desenvolvendo a minha obra.

Dentro das infinitas opções que oferece o mundo visual e conceptual, optei pela fantasia e pela imaginação. rejeitei os temas anódinos e o relato da vida quotidiana a favor de perspectivas originais e surpreendentes dos objectos, da natureza e das pessoas.

Uma das maiores preocupações que tenho é pintar com um grande poder de síntese e dizer o que tenho para dizer com sobriedade e economia de meios. Quero prescindir de tudo aquilo que é acessório para conservar apenas o essencial, mas isso não significa que me queira despojar da riqueza visual. No meu entender, o erro mais frequente que cometem os artistas contemporâneos é confundir o minimalismo e a sobriedade com a pobreza. Não é assim. A riqueza e complexidade de uma composição pictórica, a imaginação, originalidade e variedade temática, o virtuosismo na realização do desenho, na aplocação da côr e na execução da pintura, todos esses recursos postos ao serviço do conceito que defini anteriormente, constituem uma mais valia importante.

Foi por este último género temático que me decantei, consciente que é o menos "progressista" e de que é, obviamente, aquele que acarreta maiores dificuldades.

LUIS PINTO-COELHO - PINTURA

Foto: arquivo do artista.


segunda-feira, dezembro 04, 2006


rockefeller center



broadway


saudades de um natal em nova york.

nova york fora de horas.

nova york a cidade que nunca dorme.
Fotos: IM


sexta-feira, dezembro 01, 2006

Uma viagem de ida-e-volta ao reino da pintura.

GUILHERME PARENTE
Lisboa 1940


S/Título
Óleo s/Tela 38x46




S/título,1999
Acrílico s/tela 81 x 100 cm