segunda-feira, dezembro 06, 2004

PAULA REGO



Não precisa apresentações. É sobejamente conhecida pelos temas controversos que escolhe pintar e pelas situações que denuncia. Goste-se ou não do seu trabalho não se fica indiferente. A visita à exposição agora em Serralves, deixa um peso que incomoda, como que um despertar de consciência para situações que todos conhecemos mas que, por vezes, achamos por bem ignorar. É uma exposição que não se visita “de passagem” porque o trabalho que nos é dado ver é demasiado sério e deixa marcas.


21 comentários:

  1. Sortuda! Já lá foste! Eu ainda não, mas irei! Assim que o trabalho deixar. Isabel, estou em casa esta semana, se me enviares algum mail, não ponhas o tal endereço...envia antes para o hotmail, sim?

    Beijocas, amiga.

    ResponderEliminar
  2. Sim, Musalia; fui no fim de semana, razão da minha ausência no blog. Já tinha visto Paula Rego em Londres e em Lisboa mas não queria perder Serralves.
    De salientar a enorme afluência do público no museu.

    Desejo-te uma boa semana no conforto do lar.

    Beijinhos, minha amiga e obrigada pela visita.

    ResponderEliminar
  3. Gostava de poder ver a exposição, se vier a Lisboa não perderei a oportunidade.

    ResponderEliminar
  4. Não é decididamente a minha pintura :(
    Gosto muito mais da da minha Mãe :))))
    bj grande

    ResponderEliminar
  5. Gosto da realidade impressa em cada passagem do pastel;
    do sentimento que milhares de passagens e horas infinitas transmitem a temas revelados de forma tão impressionante!
    Uma técnica incrível que demonstram grande mestria, mas também alguma alucinação :) Mas não será mesmo isso que a distingue, faz passar a sua mensagem e a torna impossível de esquecer?

    Para casa também prefiro Isabel Magalhães!! :)))

    Bjs :)

    ResponderEliminar
  6. Olá Isabel

    Estive no Porto na passada semana, e só uma alteração de última hora me impediu de ir ver a exposição. Vê-la-ei na próxima semana aquando de mais uma das minhas visitas a essa cidade de que tanto gosto.

    Beijinhos

    João M.

    ResponderEliminar
  7. Tb vi Paula Rego em Lisboa. Em Serralves não vou poder estar. Tenho pena...
    *A

    ResponderEliminar
  8. Se for ao Porto, é uma das visitas agora obrigatórias! Beijinho e Bom feriado!

    ResponderEliminar
  9. É por vezes pesado não é, Isabel? Não fui ainda mas sei que não é de ânimo leve que se 'lê' Paula Rego.
    Um beijinho para ti

    ResponderEliminar
  10. Olá Pequenão! :)))

    É a primeira vez que comenta, não é? Pois muito obrigada pela visita, apareça sempre, é um prazer tê-lo por cá.

    ResponderEliminar
  11. Olá Magda! :))

    Muito obrigada por essas palavras. Feliz mãe que tal filha tem. :))

    Muitos beijinhos do coração.

    ResponderEliminar
  12. Olá R. Gui;

    Também partilho desse sentimento em relação ao trabalho da Paula Rego e confesso que me impressionou a ideia das "toneladas" de pastel que ela usa em cada tela. Tive, contudo, pena de não haver "óleos" na exposição, embora já os tenha visto noutras ocasiões.
    Quanto ao elogio acerca do meu trabalho, só posso dizer que é "bondade sua" e agradecer.

    Beijinhos. :)))

    ResponderEliminar
  13. Olá João M.

    Obrigada pela visita. Espero que não deixes de ir a Serralves e depois gostaria de partilhar opiniões.

    Um beijinho, meu amigo.

    ResponderEliminar
  14. Olá Alexandre N.

    Deixe lá, outras oportunidades surgirão. :)))

    Um beijinho para si.

    P.S. Já fui ao Kasmeer, comi muito bem e gostei do "decor". Depois passo no seu blog e deixo um xomentáeio mais alargado. :)

    ResponderEliminar
  15. Alexandre N.

    As minhas desculpas... queria escrever "comentário"! :))))

    ResponderEliminar
  16. Francisco, meu amigo, não deixes de ir e depois conta-me, está bem? :)))

    Obrigada pelos votos de bom feriado e o mesmo para ti.

    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  17. Olá vague;

    É pesado sim... arrepiante. Pelos temas e pela técnica que usa que embora sendo de um rigor e perfeições impressionantes, não são meros registos de máquina fotográfica. É por isso que Paula Rego é Paula Rego.

    Um beijinho para ti.

    P.S. Não esqueci o que me pediste mas não tive ainda disponibilidade. As minhas desculpas.

    ResponderEliminar
  18. Olá :)

    Confesso que não aprecio a pintura de Paula Rego, mas também devo admitir que de facto ninguém
    lhe fica indiferente. Mais do que "pesado" diria que se trata de uma pintura quase grotesca, pelo menos é a forma como vejo as figuras retratadas.

    ResponderEliminar
  19. Olá velvet! :)))

    A palavra "peso" tem um sentido muito alargado. Confesso que gosto da pintura da Paula Rego - Senhora de uma técnica e de uma Arte inquestionáveis - mas... teria imensa dificuldade na coexistência diária com a maior parte dos trabalhos dela pela amgústia que me transmitem.

    Um beijinho... dia bom! :)

    ResponderEliminar
  20. Olá, Isabel,

    'O que eu te pedi?' Foste tu que te ofereceste e eu claro, disse que sim, sou bem agradecida ;))

    beijinho*

    ResponderEliminar
  21. Olá vague!

    Whatever! :))) As minhas desculpas pela demora.
    Não arranjei ainda tempo para te dizer um site, onde isso está muito bem feito por alguém, especialista no assunto referente a crianças.
    Estas semanas têm sido difíceis - com trabalho - e vou escrever-te a dar as coordenadas.

    Um beijinho. :)))

    ResponderEliminar