terça-feira, março 01, 2005

http://www.encontra-me.org/

10 comentários:

  1. Gostaria imenso de ver, até porque já li a obra e gostei bastante. Infelizmente, por estar a estudar em Braga, não vai ser possível. Fica prá próxima...
    Lindo blog este

    ResponderEliminar
  2. Olá Helder Beja;

    Esta é uma peça muito especial, com uma excelente dramaturgia e encenação de Armando Caldas. Excelente também a interpretação, com destaque para os actores que dão vida às figuras de D. Quixote e de Sancho Pança. A direcção musical esteve a cargo de Pedro Caldeira Cabral.

    Obrigada pela sua apreciação do blog. Volte mais vezes. :)

    ResponderEliminar
  3. lindos bichinhos, com olhar meiguinho, prontos para arranjarem dono...
    beijos, Isabel.

    ResponderEliminar
  4. já divulguei o site e como sempre aí estamos nós na bicharada.:))
    xi

    ResponderEliminar
  5. Viva Isabel,
    Os meus Pais,ficaram com um gato vadio, ainda Bebé e com problemas de saúde.Hoje chamamos-lhe de "Pipoca", pronta para a vitória... pois tem uma familia.
    :)Saudações das nossas

    ResponderEliminar
  6. Querida Musa;

    Obrigada pela sensibilidade.

    Um beijinho. :)

    ResponderEliminar
  7. Obrigada, Maria;

    Todos não somos suficientes. É preciso ainda mais ajuda. Sabemos isso, não é? :)

    *** I.

    ResponderEliminar
  8. Olá Musqueteira;

    Gostei de saber. Na casa dos meus avós e dos meus pais, proteger os "menos protegidos" era uma constante e eu continuo a fazer o mesmo.

    Um abraço e as nossas saudações. :)

    ResponderEliminar
  9. Que ideia mais interessante e “pachorrenta”…
    Há cada vez mais animais abandonados pelas ruas. Pena é que, a muitos deles, ninguém os procura...
    Passei só para deixar um abraço.
    BJ
    SK

    ResponderEliminar
  10. Olá SK;

    Obrigada pelo abraço. Ontem estive no teu blog mas sem tempo para deixar sinais.

    Não sou a mentora da página. Alguém que também partilha essas preocupações pediu-me que divulgasse. E assim fiz.

    É um facto, há imensos animais à deriva; muitos deles nascidos em baldios, filhos de outros que também munca tiveram dono. É uma das lacunas deste nosso País.

    *** I.

    ResponderEliminar