quarta-feira, março 16, 2005

GUILHERME PARENTE



Tríptico - Pintura s/ tela
170 x 180 cms




8 comentários:

  1. Viva Isabel,
    Finalmente consegui comentar no seu Blog!...
    Ora ai está, um Pintor que conheci no Palácio Nacional da Ajuda, na apresentação do livro que eu estou a fazer para o Museu.O meu Blog, está com problemas Luso-Arabes...;)
    Isto é, aparecem caracteres e mais caracteres e de imagens nada, e de tudo o resto, nada também.
    Mas, pouco importa!...Dizem para enviar o relatório para a Microsoft?!:(Até é, divertido, digo eu....
    :)Saudações das nossas.

    ResponderEliminar
  2. Será que consigo, desta feita? Não tenho conseguido comentar aqui, ultimamente.
    Isabel, é só para te deixar um beijinho grande.

    Gostei da pintura. ;)

    ResponderEliminar
  3. Mesmo sendo uma pintura sobre 3 telas, não lhe chamava tríptico. Todo o discurso (cromático, formal, narrativo) desenvolve-se nos três suportes sem interrupção e são todos abrangidos pela mesma moldura. Tendo em conta a especificidade terminológica do inventário, estava capaz de desinar a obra como «pintura a acrílico sobre conjunto de 3 telas rectangulares dispostas e unidas na vertical, pintadas na horizontal, integradas em caixilho de madeira castanha simples.» Bem... reconheço que é bastante complicado! :)
    Parabéns pelo blog!
    (vim cá parar numa pesquisa sobre António Palolo...)

    ResponderEliminar
  4. Viva Musqueteira;

    Nem me fale no Blogger! :) A situação anda estranha, anda, anda! Eu também tenho dificuldade em comentar comentários. Haja esperança na solução do problema. Já experimentou enviar um e-mail aos serviços de ajuda do Blogger?
    Quanto às fotos, depois de fazer "publish" e quando aparecer a legenda "publicado com sucesso" faça "remove" - no canto inferior esquerdo - para que lhe apareça a opção edit. É assim que costumo resolver esse problema.

    Conheci o Guilherme Parente, na inauguração da Exposição "ROTEIROS DE LUZ" no Centro Cultural de Cascais, em Junho de 2004, quando fomos apresentados. Já conhecia o trabalho dele - estive presente noutras exposições - e tenho no blog um post em que falo do apreço que tenho sobre o seu trabalho.

    Um beijinho e as nossas saudações! :)

    ResponderEliminar
  5. Querida Noite;

    Sei que tem estado difícil... obrigada pelo esforço das tentativas.

    Como vai a vida no outro lado do Mundo? :))

    Um beijinho, volta sempre.

    ResponderEliminar
  6. Cara Sombra;

    Obrigada pela visita e pelo apreço feito ao blog.

    Já visitou a Colecção de Serralves, em exposição na Galeria de Arte do Palácio Ribamar, em Algés, até 17 de Abril próximo, de que consta uma tela do António Palolo?

    Quanto às considerações técnicas sobre a tela deste post, sou a dizer-lhe que o que escrevi foi retirado do catálogo da exposição do GUILHERME PARENTE "Uma Exposição no Chiado" - Galeria Sacramento, ano de 2000. Assim, caso julgue pertinente, poderá expor o assunto a quem de direito. Quanto ao "caixilho de madeira castanha simples"... não sei a que se refere. Eu estive na exposição e a obra não tinha caixilho. Será que se refere à linha de contorno a preto que o blogger disponibiliza para as fotos?
    Há ainda a questão do material usado na pintura - acrílico, conforme se lê no seu comentário. No meu post não menciono qual seja porque o catálogo é omisso mas, tenho ideia, à distância de quase cinco anos, que era uma pintura a óleo.
    Como vê, trata-se apenas de não complicar o que, na realidade, não "sofre" de qualquer complicação. :)

    Volte sempre. Da discussão nasce a luz! Dizem! :)

    ResponderEliminar
  7. Bom dia!
    Agradeço a dica sobre a exposição em Algés :)
    Em relação ao Parente, eu falava essencialmente na designação tríptico vs "complicação". Não afirmei que era apenas correcto referir como eu escrevi. Apenas apresentei as razões que me levaram a fazê-lo.
    A questão ao caixilho de madeira escura era, de facto, feita com base no contorno automático do blogger que tomei como sendo a moldura da obra. Falei até em madeira escura porque é desse material e com essas características que estão emolduradas todas as telas do Parente que conheço ao vivo (bem sei que são apenas 11, mas já são suficientes para (de)formar uma imagem, mesmo que certamente errada).
    Com o material de pintura aconteceu exactamente o mesmo. 9 das 11 obras que conheço são da mesma fase da que foi aqui apresentada. Todas foram pintadas a acrílico. Isso não invalida, obviamente, que o Parente não tenha usado outros materiais para fazer esta!
    Uma vez mais parabéns pelas escolhas e pela qualidade do blog!

    ResponderEliminar
  8. Olá Sombra!

    E eu agradeço a visita ao blog e o seu contributo. Muitos dos visitantes não deixam pegadas - receiam emitir opinião ou então, receiam não saber o que dizer além do "gostar ou não gostar", conforme tomo conhecimento pelos inúmeros e-mails que me enviam.
    Não pretendo manter aqui uma agenda de acontecimentos - o meu tempo é escasso - nem apenas mostrar as minhas telas. Quero mostrar Arte. Vou mostrando trabalhos de que gosto, principalmente de autores portugueses, uns que conheço pessoalmente e com quem já participei em exposições colectivas; outros de quem só tenho o prazer de conhecer o trabalho que fazem, mas nem por isso deixo de os divulgar.
    Espero que continue a visitar o blog e a contribuir para que se mantenha vivo. :))

    ResponderEliminar