quinta-feira, agosto 18, 2005

LUIS PINTO-COELHO

ZARATRUSTA
1975
Óleo sobre tela
120 x 120 cms
Col. do Autor


Contra o que se pensava, Luís Pinto-Coelho não foi o pintor da sociedade. Quem o conheceu, quem estudou a sua obra, quem pôde cultivar a sua amizade e a sua intimidade, saberá que o Luís foi exactamente o contrário disso. O tempo o demonstrará.

José Saramago

13 comentários:

  1. Ora viva quem é uma flôr !!!!

    O tempo não tem sido muito mas é sempre suficiente para não me esquecer de quem gosto ... já percebi que andas no "laréu" .... e que feliz fico em saber ... continua por aí a dar ao pé, mas não te esqueças de nós e vai colocando uns posts que é sempre bom vir aqui e dar de caras com eles !!!!

    Não preciso de te dizer que para além de pintares divinalmente, tens imenso bom gosto ... adoro esta tela e adoro o Saramago ... tive o orgásmico privilégio de lhe apertar a mão na última Festa do Avante e do o ver oferecer-me uma dedicatória no seu livro que eu tinha acabado de comprar... que grande Homem meu deus, aquele aperto de mão forte e vigoroso, corresponde exactamente à pessoa que ele é... um daqueles momentos que ficam para sempre ... não é querida Vespinha ???? ... foi cá uma emoçãozorra...

    Olha querida, mantém esse bom espírito e vai postando, tá certo ????

    Beijinho Saudoso ~:o)

    ResponderEliminar
  2. Olá,olá!!
    Desaparecida!

    Pois foi!

    Grande Camarada Saramago!
    Grande aperto de mão!

    Bj da Vespinha

    ResponderEliminar
  3. Ola, viva quem é outra flor! :)

    Pois é, Caracolinha, o Luís Pinto-Coelho foi um Mestre na arte do retrato... e não só!

    Quanto a José Saramago e 'camaradas à parte' :) já li 3 ou 4 livros dele, de que muito gostei.

    Um beijinho e boa praia.

    ResponderEliminar
  4. Olá Vespinha,

    Grande coro, grande confirmação do depoimento da caracoleta! :)

    Ainda bem que o senhor em questão estava bem disposto. :)

    Beijinhos de muitas cores e viva o sporting, o 'Verdinho' que nos une! :)

    ResponderEliminar
  5. Isabel, apenas podemos avaliar as pessoas pelo que elas nos fazem chegar... O resto, quase sempre o seu verdadeiro ser, fica com elas próprias e com quem mais privaram e se revelaram. Beijinhos (de Lisboa, em trânsito para os Açores)! :)

    ResponderEliminar
  6. Ola Isabel,

    Pois nao conheco de quem falas mas fizeste bem em colocar aqui este vulto e podes dizer mais dele.

    Um beijinho nao repares na escrita, este teclado nao reconhece acentos cedilhas e quejandos mas para que preciso disso em ferias,nao e?

    ResponderEliminar
  7. Olá ...!!!!

    Vim aqui "alambazar-me" ao comentário com o número mágico (antes que apareça a laerce !!!!!) !!!!

    E dizer-te que tenho saudades dos teus posts, porque acabamos sempre por ficar a ganhar com os posts deliciosos com que nos brindas !!!!

    Beijinhos Reivindicativos e carregadinhos de amizade !!!! ~:o)

    ResponderEliminar
  8. Meus queridos amigos, Helena, Francisco, Laerce, Caracolinha e a magia do nº 8... :)

    obrigada pela visita; tenho andado a banhos e longe desta máquina infernal. :)

    Um abraço. Portem-se bem! :)

    ResponderEliminar
  9. Mas que foi um retratista de gente famosa, foi... já tive o privilégio de apreciar alguma da sua Arte...

    Um abraço carinhoso :)

    ResponderEliminar
  10. Menina_marota,

    claro que sim! :) Aliás, a maior parte das pessoas é assim que o conhece - O pintor/retratista da realeza e da sociedade.
    No caso de José Saramago, cujo retrato também fez, - e que beneficiado que o escritor ficou :) - e por uma questão de 'consciência de classe', do escritor, claro, poderemos então dizer que Luís Pinto-Coelho foi um pintor da sociedade... e não só! :)

    Outro abraço carinhoso. :)

    ResponderEliminar
  11. Curioso, esta pintura quase se assemelha a uma colagem. :)

    ResponderEliminar
  12. Cara Velvet,

    Quase... ! :)

    Mas é sem dúvida uma 'obra de arte'.

    No Livro, a páginas 364, o autor aborda este assunto... quando pela primeira vez foi referenciada a semelhança que a sua pintura tinha com a de Francis Bacon. De notar que confessa não saber 'então' quem era o pintor inglês.

    Um abraço.

    ResponderEliminar