segunda-feira, novembro 13, 2006

COM ESTAS MÃOS

Com estas mãos desamarro o barco e deixo-o afastar-se do cais, levado pela corrente.
Empunho os remos e oriento o rumo da saída da doca. Com estas mãos ponho o motor a trabalhar, seguro o leme e aponto o horizonte onde a noite perspectiva a fartura (ou, quem sabe, o desencanto da magreza da faina). Com estas mãos largo o ferro no mar, no sítio em que a convicção, os sinais da Natureza, a percepção ou o vaticínio indicam haver peixe (sina imponderável da pesca artesanal sujeita não às regras da ciência mas às previsões da prática). Com estas mãos lanço a rede de emalhar e deixo-a à espera da passagem do cardume, ou lanço os anzóis da amostra e ponho-me ao abano até que o peixe ferre.
(Foto: Sagres)

(Faro 1984)

Com estas mãos faço tudo o que é preciso. Aos domingos conserto os aparelhos. Tão frágeis e custosos de fabricar, que é preciso jeito e paciência para os manter. Com estas mãos mantenho a arte enquanto puder. (Vereis barcos ir à vela, / uns que vão, outros que vêm, / como que se desavem / Com uma viração singela; / Tanta força e arte tem. Sá de Miranda).

in Nós Portugueses

Helder Pacheco

35 comentários:

  1. Querida I.
    com as Tuas mãos fazes um voo. diferente. generoso. Tão igual a ti.


    ______________

    obrigada.

    beijos.

    ResponderEliminar
  2. depois desta postagem que me trouxe o sabor a mar

    ouso perguntar

    alguma vez acompanhou os pescadores ,madrugada fora ,no levantar das redes?

    sabor árduo acre doce

    e ,sobretudo ,inesquecível a lembrança de outras redes

    obrigada

    ResponderEliminar
  3. ah! como vê ,Isabel ,cumpri a promessa ... mas do disfarce falamos mais logo e em outro local

    um beijo

    ResponderEliminar
  4. Poucos são os que se encontram...
    Aqui perto (Costa de caparica) ainda há uns pouquinhos, de tempos em tempos vou assistir, momentos bem diferentes dos que estamos acostumados...
    Quem faz do mar profissão carrega uma vida muito dura.

    Kiss, até outro instante

    ResponderEliminar
  5. São os teus olhos, querida I.

    obrigada eu.

    bj.
    ____________________________

    al-jib

    muito bem... promessa cumprida! (nem sequer se nota a costela madeirense) :)

    qto à faina do mar... já fui de traineira (Portimão e Sado) mas não tão cedo ao levantar das redes.

    no entanto passei a noite num bote, à pesca com cana, e aquela cena de meter as minhocas no anzol, coitadas - e digo eu que sou contra a tortura dos animais, adiante... - e mais o trabalho prévio de 'empatar' anzóis. :)

    Claro que foi uma grande festa; sandes, café com leite, café, medronho para quem era de medronho... :)

    beijo. obgda pela visita.
    ____________________________


    Olá louco de lisboa;

    seja muito bem-vindo aqui onde solto as rédeas - hoje é mais de soltar redes :)

    tb gosto de assistir ao puxar das redes na caparica... comprar algum peixe... e voltar já noite escura.

    obrigada. espero que volte mais vezes.

    bj. até.

    ResponderEliminar
  6. boa noite

    também já andei a ajudar pescadores. prefiro o campo.

    Hoje a sua amiga IMF está decidida a enxutar aves. Se quiser retiro-me deste blog. O que será curioso porque ao que parece vou jantar com ela sábado. Mas não foi indelicadeza minha aquela contrariedade. Contudo não sou católica e não uso água benta.

    e não gosto de recados.

    Boa noite

    ResponderEliminar
  7. Bonito e real sem duvida :-)


    Quanto a:

    «o puxar das redes na caparica... comprar algum peixe... e voltar já noite escura.»

    eu só acrescentava e comer o peixe fresquinho!
    hummmm... ;-)


    Bom inicio de semana!
    Beijinho

    ResponderEliminar
  8. TD;

    ..............sobre a parte que me respeita:

    porque haveria eu de querer que se retire deste blogue?

    boa noite para si.

    ResponderEliminar
  9. Olá Maria Sulista;

    está implícito... não? :)))




    boa semana.
    beijinho.

    ResponderEliminar
  10. " Com mãos se faz a paz se faz a guerra, com mãos tudo se faz e se desfaz..."
    Manuel Alegre

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  11. As mãos, velhos fascínios. Bom dia, abraço,

    ResponderEliminar
  12. Bom dia alfazema;

    obrigada por este Alegre que fica aqui muito bem. (O Alegre fica sempre bem!)

    gostei do aroma fresco do seu sítio... :)
    ________________________________

    Josefa PP;

    Bom dia!

    (Vem em trajo de trabalho? Vem responder ao anúncio para 'empregada doméstica'? Vamos lá então a saber da experiência e ordenado pretendido. ah! quer com descontos ou sem descontos?) :))))

    Obrigada. dia bom.
    I.

    ResponderEliminar
  13. Olá pintoribeiro;

    bom dia.
    outro abraço.

    (e que nome deu ao seu cão? é um 'Pitt' não é? ui que medo!) :)))

    ResponderEliminar
  14. hoje sou guarda costas de muitas multifunções. percorro corredores e esqueci de trazer o fato de treino. De casaco e camisa toda composta ando num vira - sobe escada abre porta - entra sai - explica porque substitui máquina (acalmo animos e vejo onde vou poupar tostões)

    e não ando Voando por Aí

    o problema maior é que não há chuveiro nestas bandas e quando sair do trab estou a cheirar a ...

    :)

    bom dia!

    ResponderEliminar
  15. Cada vez menos com as mãos, porque a agricultura, a pesca, todo o sector primário foi incentivado a desaparecer. Ainda bem que existe alguém a recordar ...artes e engenhos que vão desaparecer.

    Boa semana.

    ResponderEliminar
  16. TD;

    a falta de chuveiro é de deixar qq um(a) à beira de um ataque de nervos.

    ___________________________

    amadisdegaula;

    :) Obrigada!

    [].

    ___________________________


    luis duverge;

    Obrigada.

    (parece-me, - li qq coisa sobre isso - que para pescar na marginal tb é preciso licença. só falta lançarem imposto sobre as hortas da beira de autoestrada.)

    Um []

    ResponderEliminar
  17. Sobrevivi (hoje devo ter caminhado quilómetros....)

    E gostei do seu comentário lá no Voando. Falei sobre a escrita porque é a única forma de comunicar que conheço. Por curiosidade (nem sei se uma pergunta destas se faz), se um romance demora meses ou mais (e o mesmo não se aplica a um poema, por exemplo, escreve-se hoje, daqui a uma semana até posso alterá-lo, não interessa) uma tela (a que demore menos, eu sei que a pergunta parece absurda mas é pura curiosidade) demora muito? Pouco?

    Sei que tudo é relativo mas como nada percebo de tintas... :))) era só um exemplozinho qualquer!

    boa noite

    ResponderEliminar
  18. _________
    emociona-me a tua genuína e sentida patriedade (nâo existe, mas estou-me nas redes ...)
    :)

    boa noite, com beijos

    ResponderEliminar
  19. Com Estas Mãos,

    escrevo o que me vai no pensamento,
    e assim desejar-lhe uma boa noite e agradecer ao Diogo a visita.

    longe de tudo mas,
    longe da ausência.

    Fique bem Isabel
    Um beijinho para si.

    ResponderEliminar
  20. Um post a olhar e a ler com atenção. Bom dia Isabel.

    Abraço.

    ResponderEliminar
  21. Com mãos e sensibilidade se fez este post.

    ResponderEliminar
  22. Boa tarde! (a todos e em especial a quem ainda não respondi)

    TD;

    deixei a resposta no 'Voando' :)

    até logo.

    _____________________________

    Nnannarella;

    não existe mas cria-se. (sinal de que a Língua está viva. Não é?) :)

    'estar nas redes é bom'... eu estou 'nas tintas' muitas vezes em trabalho! :))) outras vezes 'estou nas tintas' para o trabalho e ando na rede (net)! ihihih!

    penso que deves estar feliz. está um temporal dos 'antigos', chuva muita e vento bastante. Trovões já não há. Talvez mais logo. :)

    bj. dia bom.

    _________________________

    António T. Stein;

    que saudades! que bom ver as suas letras cá pelo burgo.

    Gosto da sua alma de Poeta

    "longe de tudo mas,
    longe da ausência."

    liiiindo. adorei!

    E a família?

    beijinho a dividir. :)

    _____________________________

    soniaa, pintoribeiro, hfm;

    obrigada! :)

    um abraço.

    ResponderEliminar
  23. olá

    e eu agradeço (já li) e não tinha qualquer noção

    aqui o inferno continua

    volto logo

    vim só por o post "da manhã" ehehehe


    boa tarde

    ResponderEliminar
  24. as mãos... com cabeça... bom dia

    ResponderEliminar
  25. 100% ou mais de acordo com tudo o que diz sobre o Min.Edu... trabalhei lá... tenho família de profs.... e nem sabe metade do hino... o que na minha opinião, o melhor é nem saber!

    ResponderEliminar
  26. _______________
    _______________
    _______________
    _______________
    _______________
    _______________
    _______________

    (juro que não estou a copiar, ao contrário, a Doce Musa Escritora; só me quero distanciar, bem bem, dos Ministérios, quaisquer que eles sejam ...)

    Isabel, é só para dizer que estou nas bátegas oblíquas e muito decididas, colada à janela, como a menina dos fósforos à vitrine do restaurante, à espera dos relâmpagos...

    beijo :)

    ResponderEliminar
  27. ________________

    que maravilha!






    ei-los!
    com os trovões!
    ________________

    ResponderEliminar
  28. Nnannarella;

    acabei de pensar em ti (Senhora das Tempestades) hihihi.

    está tão escuro aqui no concelho que se vêem os relâmpagos. :)

    bjs.
    I.

    ResponderEliminar
  29. Kim prisu;

    obrigada. :)

    (já segui o link)

    renovo os votos de sucesso.

    ResponderEliminar
  30. E dizem que o futuro está na palma das mãos. Sou céptico demais para acreditar nisso, mas que o passado lá está, não duvido.

    ResponderEliminar