domingo, novembro 19, 2006





Cavaleiro Dom Quixote




Dom Quixote e Sancho Pança
2005 - acrílico sobre tela




ALENTEJO


Outro é o tempo
outra a medida.

Tão grande a página
tão curta a escrita.

Entre o achigã e a perdiz
entre o chaparro e o choupo

tanto país
e tão pouco.


Manuel Alegre
in Alentejo e Ninguém

12 comentários:

  1. amanhã conversamos a preceito ,minha linda ,porque tenho visitas em casa

    como estava um bocadinho cansada de um certo blá ,blá ,blá dei uma fugida rápida
    mas isto merece um comentário à meneira

    preparem.se

    berbere e mouro ao ataque!!!!

    assina ,Tartaruguinha Touché!

    ResponderEliminar
  2. Silvestre Rapouso????

    Hum.. esse nome não me é estranho...


    olha... devo estar alzeimerada!!!!

    ahahahahahah

    Mas como ele disse (e não me conhece) que tenho uns lindos olhos castanhos, saio e não digo nada...

    ou digo?

    'tá bem

    bom, já gostava das telas e gosto principalmente da do D. Quixote

    o Sancho é um chato, nem devia lá estar mas pronto

    boa semana que já é tarde

    ResponderEliminar
  3. Adorei começar o dia assim. Bom dia Isabel.

    Abraço.

    ResponderEliminar
  4. Isabel, gosto muito das descobertas que aqui faço.

    ResponderEliminar
  5. bom dia Isabel

    o fim de semana acabou para desgraça de muitos :((((


    boa segunda

    ResponderEliminar
  6. Gostei dos quadros, boa semana.

    ResponderEliminar
  7. Olá Isabel
    venho agradecer a amabilidade de colocar estas minhas pinturas neste seu cantinho e dizer-lhe que gostei de estarem juntas ao poema deste grande poeta dos nossos dias.
    Beijos

    Milladi o Berbere tá danade cágente
    Beges

    ResponderEliminar
  8. onde se cruza a luz o rigor o desenho forte a insinuação marítima
    _________________


    uma capacidade geometrizante de rasgar vazios e transformá-los em vitrais....

    _________________


    (mas claro Isso Tu já Sabes....)



    BEIJO__________________s.

    ResponderEliminar
  9. Além de agradecer as visitas e os comentários tb quero deixar o meu sobre a qualidade da pintura de Silvestre Raposo.

    Sem qualquer desprimor para a tela 'Quixote e Sancho' é a primeira tela 'Dom Quixote Cavaleiro' que me 'toca os sentidos'.

    Obrigada, Silvestre, por ter permitido que aqui divulgasse o seu trabalho.

    [[]] *** e sorrisos.
    I.

    ResponderEliminar
  10. ( chegui com tempo e manêra )
    .
    .
    .
    uma tipla escolha felicíssima ,Isabel
    .
    .
    o poema do Manuel Alegre
    .
    os quadros do Raposão

    .
    .
    .

    acho que deverias continuar com posts deste género ... pinturas tuas e de outros com textos escolhidos a dedo e a gosto ( muito ) - simples sugestão ,não ligues!

    .
    .

    com que então o berbere está danado convosco? o que foi que vocês fizeram para "danar" aquela santa e ingénua alminha?

    .

    ehehehehheheeheheh

    enganei.vos mais uma vez

    beijinhos

    ResponderEliminar
  11. Olá CUmpadre Berbere;

    atão eu nã sê que o Tuaregue e o Poeta são uma boa combinação?


    ê cá ligo a tudo e agradeço a sugerência de meceia... mas atão mecêia nã sabe que aqui acontece isso mutas vezes?

    neste mê espaço eu adivulgo - principalmente - a arte de autores portugueses; pintura, escultura, design, poesia. (pintores estrangêres mortos há por aí a pontapei, nã acha Cumpadre Berbere?).


    Olhe que não... olhe que não! agente sabi que o Berbere nã tá amarafade cagente. e porqué c'avera de estari? nã me diz, Cumpadre? :)))

    vá lá atão à su vida tratar da coltura que a coltura... enfim... agenti sabi. Néi? :)

    e óspôs atratemi bem da Moka e dos kameles cos kameles som bons pa trocari.

    Bêjes, Cumpadre Berbere.

    ResponderEliminar