sexta-feira, janeiro 13, 2006

areal

Isabel Magalhães

Areal
2003
(díptico)
46 x 122 cms
acrílico sobre tela


Mar sonoro

Mar sonoro, mar sem fundo, mar sem fim,
A tua beleza aumenta quando estamos sós
E tão fundo intimamente a tua voz,
Segue o mais secreto bailar do meu sonho,
Que momentos há em que eu suponho
Seres um milagre criado só para mim.

Sophia de Mello Breyner Andresen
[DIA DO MAR, 1947]

22 comentários:

  1. Isabel,

    Devias estar a pensar nestes versos de Sophia quando pintaste este areal e o transformaste em outro milagre.


    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  2. Querida Laerce,

    Já não sei no que pensava então...

    muito provavelmente pensava conseguir dar forma às ideias. :)

    Mas sim, é verdade, a pintura faz-me pensar em poesia e vezes há em que leio para me inspirar.

    beijinho e obrigada pelo comentário.

    ResponderEliminar
  3. Que lindo tríptico, Isabel. Senti que o poema era mais uma parte da obra-de-arte.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Olá Isabel !

    Como não podia deixar de ser... AZUL !!!

    O azul do meu ser, o azul do mar, o azul do céu, o azul da noite (o céu nocturno é azul quase negro, olhem bem...), o azul que corre nas minhas veias e me acalma, o azul que transpiro.
    O azul que sempre trabalhas tão magistralmente !
    Parabéns, por essa enorme paixão pelo mundo que transparece em cada pincelada que dás.

    bjs,

    ResponderEliminar
  5. Bom dia Laura Lara,

    O poema é a verdadeira obra-de-arte.

    Tentei apenas dar-lhe uma companhia condigna. :)

    Obrigada pela assíduidade com que me visita e participa neste blog de todos nós.

    bj.

    ResponderEliminar
  6. Olá José António;

    Bom dia!

    Nota-se muito a minha paixão pelo AZUL? :)

    bjs.

    post scriptum; Sim, o azul da noite, o chamado 'Azul da Prússia', azul de tantas possibilidades.

    ResponderEliminar
  7. Fez-me lembrar algumas praias da Bretanha.

    ResponderEliminar
  8. bbbbbuuuuuááááááááááááá ...

    (...) também quero ... fazer coisas assim tão bonitas ... mas as minhas mãos inhas parecem dois cepos ... eu com um pincel na mão sou quase tão boa como o Carlitos do SLB a com uma bola nos pés ou como o Ricardo do SCP à baliza ... :)))))

    Minha querida AMIGA ... quanto mais vejo mais gosto !!!! :))))

    Beijoquinha encaracolada :))))

    ResponderEliminar
  9. Olá Helena,

    ora viva neste ano de 2006!

    este mar não tem nome nem banha qq país. Vive tão só e apenas dentro de mim. :)

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  10. Querida Caracolinha,

    Se tens alguma apetência para futebol, mesmo que 'trocada', dedica-te à bola. Olha que em Portugal são raros os que podem pagar toda a conta do supermercado com os proventos da pintura.

    Just kidding... mas a falar muito a sério.

    Obrigada pelo incentivo... e a tela nem tem cor-de-laranja. :)

    Beijocas.

    ResponderEliminar
  11. Bom, um quadro destes acompanhado por um poema de Sophia, encheu-me a alma.

    Obrigado pelo presente!!!

    Beijocas doces

    ResponderEliminar
  12. Ah Isabel, estou aqui há horas observando as telas expostas. Como eu adoro isso. belo o trabalho da Tereza de Almeida Rocha! A sua tela 'o rio azul' também está fantástica. Beijos.

    ResponderEliminar
  13. Querido Mocho,

    eu é que agradeço a visita... e o comentário.

    Então os súbditos de Sua Majestade receberam-te bem? E aguentaste-te com o valor da Libra?
    Há 3 anos na Páscoa estava um frio dos antigos e só me apetecia beber canecas de capuccino que custavam a módica quantia de 3 libras.

    Mas também... 'who cares'? :)))

    bjsss

    ResponderEliminar
  14. Olá Geórgia,

    que prazer em vê-la neste início de ano a 'gabar' o trabalho da minha amiga teresa almeida rocha - uma artista, sem dúvida.
    Ah! e obrigada também pela referência à minha tela 'rio azul'. :)

    Aproveito para lhe desejar um feliz ano de 2006.

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  15. Viva Isabel,
    Tanto Mar...tanto mar navegado.
    Tanto mar...tanto Mar oservado.
    Saudações das tais:)

    ResponderEliminar
  16. Viva Musqueteira;

    Tanto Mar AZUL! :)

    Santo domingo.

    Saudações das nossas. :)

    ResponderEliminar
  17. Belíssimo o quadro. Um post muito bem complementado pelas palavras de Sophia.
    beijinhos

    ResponderEliminar
  18. Olá Menina Graça,

    Sophia, sempre! :)

    E como vai a retrosaria? E as vendas da 'Felicidade'? :)

    bj.

    ResponderEliminar
  19. Olá Isabel,
    ...andei a visitar a tua casa. Gostei imenso das tuas pinturas.
    Voltarei para ver tudo com mais calma, tudo o que possa ver sobre pintura é uma aprendizagem para mim.
    Este quadro é muito belo e o poema tb.

    Obrigada pelos parabens no meu aniversário.

    Um beijo para ti e uma boa semana.

    ResponderEliminar
  20. Olá Margusta,

    Obrigada pela visita e pelo comentário; a porta está sempre aberta...

    Fico à espera.

    Para ti tb um bj e votos de boa semana.

    ResponderEliminar
  21. areal dourado roubando manchas de céu e de mar. sonho.

    beijinhos, Isabel :)

    ResponderEliminar
  22. Gosto da poesia da tua prosa.

    Obrigada, Musalia.
    Um beijinho.

    ResponderEliminar